Placas de sinalização

Placas de sinalização Placa de sinalização Comprar placa de sinalização
Estas imagens foram obtidas de bancos de imagens públicas e disponível livremente na internet

SAIBA A IMPORTÂNCIA DAS PLACAS DE SINALIZAÇÃO

Com o crescimento e o aumento do movimento populacional, houve necessidade da implantação de placas de sinalização para padronizar e facilitar a comunicação visual existente, orientando e direcionando as pessoas nas mais diversas situações.

As placas de sinalização podem ser relacionadas ao trânsito, à segurança, e à informações gerais como indicação de locais, por exemplo. Elas podem ser vistas em diversos lugares como lojas, hospitais, restaurantes, bares, escritórios, e sinalizam desde equipamentos de segurança como extintores, saídas de emergência, até locais como corredores, salas e ambientes como banheiros e salas comerciais.

Conforme determinadas necessidades vão aparecendo, novas placas vão sendo criadas e padronizadas para facilitar o dia a dia das pessoas. Como a maioria dessas placas são padronizadas, é comum que toda e qualquer pessoa se acostume com a imagem que elas passam, conseguindo compreender o que a placa indica. Existem lugares que a presença dessas placas tornaram-se obrigatórias, sendo regulamentadas por leis.

PLACAS DE SINALIZAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS

Shoppings e supermercados são exemplos de lugares que possuem a presença de placas de sinalização e isso colabora muito na circulação das pessoas. Ao visitar esses locais pela primeira vez, pode ser que o indivíduo fique um pouco perdido, sem saber ao certo onde se localizam os sanitários, elevadores ou escadas rolantes. As placas de sinalização facilitam neste momento, indicando os caminhos que devem ser seguidos para que seja possível chegar até esses lugares.

Quando andamos em determinados estabelecimentos comerciais, por exemplo, é comum nos depararmos com placas de sinalização de segurança que indicam piso molhado e que, portanto, colaboram evitando uma possível queda. É comum, ainda, que os estabelecimentos e comércios sinalizem para seus clientes a existência de rede wifi para que eles se conectem à ela.

Além de todos os usos e locais em que já foram citadas, as placas também podem colaborar nas vendas dos supermercados e lojas, indicando aos consumidores situações como:

  • Últimas peças
  • Promoções
  • Ofertas
  • Produtos próximos ao vencimento

PLACAS DE SINALIZAÇÃO EM CONDOMÍNIOS

Um condomínio de prédios ou residências que preza pela boa organização e comunicação com os seus moradores pode e deve utilizar das placas de sinalização para disseminar informações. As placas são os meios mais fáceis, baratos e eficientes para instruir os condôminos sobre determinados locais, cuidados e ações caso aconteça algum tipo de situação de emergência.

Entre as formas que as placas de sinalização ajudam, estão:

Segurança

Imagine uma situação de emergência que se faça necessário o evacuamento de todas as pessoas ali presentes, como um incêndio ou uma queda de energia. As placas de sinalização colaboram para a segurança dos moradores, indicam rotas de fuga seguras e saídas de emergências. Caso se trate de um incêndio de pequeno porte, as placas indicam a localização de equipamentos de proteção como os extintores, por exemplo.

As placas de sinalização também indicam locais que possam causar advertências e riscos como choques e quedas.

Ajuda no tráfego

Assim como as placas de trânsito, as placas podem ser utilizadas para direcionar pedestres, ciclistas e motoristas dentro dos condomínios. Placas de limites de velocidades, onde é permitido ou não estacionar e direções de entradas e saídas dos veículos são alguns dos exemplos que podem orientar os moradores.

Reforço de regras pré estabelecidas

A utilização dessas placas colabora na disciplina dos moradores, ajudando a confirmar e reforçar determinadas regras dos condomínios, como locais que não são permitidos fumar, fazer barulho em determinados horários e a não permissão para pisar em locais com grama.

PLACAS DE SINALIZAÇÃO EM RESIDÊNCIAS

É possível ver a utilização das placas de sinalização até mesmo nas residências. Quando o morador deseja sinalizar que em frente à sua garagem não é permitido que carros estacionem, ele pode colocar uma placa sinalizando essa informação. Se possui uma cerca elétrica protegendo seu lar, o indicado também é sinalizar a existência da mesma com uma placa.

Outro exemplo de utilização de placas de sinalização em casa são as residências que possuem cães de guarda e que, de acordo com a obrigatoriedade do município, possuem uma placa em seu portão externo sinalizando a presença do animal.

PLACAS DE SINALIZAÇÃO DE TRÂNSITO

Já pensou como seria dirigir nas ruas e rodovias sem a ajuda das placas de sinalização de trânsito? Seja em locais já conhecidos ou em locais desconhecidos, as placas são de extrema importância para que existem ordem nas idas e vindas dos veículos. E, além disso, também informam os motoristas sobre orientações e informações necessárias.

As regras de implementação das placas de sinalização de trânsito são criadas pelo Denatran, sigla para Departamento Nacional de Trânsito, a partir de opções que são pré estabelecidas pelo Contran, Conselho Nacional de Trânsito, que se trata do órgão normativo máximo do Sistema Nacional de Trânsito.

O Contran denomina essas placas como "sinalizações verticais". Elas servem para comunicar e indicar regras aos motoristas e, ao contrário do muitas pessoas possam pensar, não estão direcionadas apenas à eles, mas também para os ciclistas e pedestres.

As placas de trânsito, então, colaboram nas organizações e nas logísticas dos tráfegos nas cidades e nas rodovias. Existem diversas delas, de diferentes cores e tamanhos. Cada cor (ao total são sete) se refere a um significado, que são:

Placas vermelhas

Indicam obrigações, limitações e proibições. possuem fundo branco e formato redondo. Elas regulamentam o trânsito. Exemplos desse tipo de placas são as de limites de velocidade, sentido obrigatório, vire à direita, rua de mão dupla, etc. As duas exceções deste tipo são as placas de pare, que têm fundo vermelho e formato hexagonal, e a placa de "dê a preferência", que é em formato de triângulo invertido.

Placas amarelas

Sinalizam advertências. Informam os motoristas sobre riscos e perigos nas pistas, como aproximação de curvas, ferrovias, estreitamento de via, animais, áreas de desmoronamentos, entre outros. Possuem a forma quadrada, fundo amarelo e são posicionadas na diagonal.

Placas de indicação (verdes e azuis)

Essas placas, como o nome já diz, indicam e orientam o motorista sobre o destino ou local em que está. As placas verdes orientam no destino em que está indo, fornecendo, além do nome do local ou região, setas e indicação dos kms.

As placas azuis identificam os locais e também sinalizam serviços auxiliares que existem nas margens das rodovias, como hospitais, borracharias, hotéis e postos.

Placas educativas (brancas)

Com fundo branco e escritos na cor preta, as placas educativas têm função de educar o motorista, com frases curtas, em relação ao comportamento seguro no trânsito. Possuem formato retangular e fundo branco. Exemplos de placas desse tipo são as que têm escrito "Verifique os freios", "Sob neblina use luz baixa", "Use o cinto de segurança", entre outras.

Placas laranjas

Este tipo de placa é mais comum nas rodovias. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) as denomina como sinalização de obras. Essas placas não sinalizam apenas reformas e obras nas pistas, mas outros aspectos como lombadas, desvios e pistas irregulares, por exemplo.

Placas marrons

Estas placas indicam informações sobre os pontos turísticos da região em que se está. Nas rodovias de cidades litorâneas pode ser mais comum de serem vistas. O formato dessas placas são próximas às placas de indicações (verdes e azuis), mas seu conteúdo sempre tratará sobre os pontos turísticos do local.

PLACAS DE SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA

As sinalizações de segurança estão inseridas para proteger e assegurar a vida e saúde dos trabalhadores. A utilização desse tipo de placas é indicada na Norma Regulamentar 26.

As placas de sinalização de segurança orientam os funcionários sobre os possíveis riscos existentes no ambiente de trabalho e também sobre como agir corretamente em relação à alguns procedimentos como, por exemplo, a obrigatoriedade em utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) nos ambientes em que são necessários.

Geralmente compostas por letras claras e ilustrações simples para facilitar o entendimento rápido do que desejam informar, as placas de sinalização de segurança são formadas por símbolos universais, a fim de que o entendimento delas seja o mais padronizado possível.

As sinalizações de segurança são realizadas de várias formas e com diferentes recursos, entre eles:

  • Cores;
  • Símbolos;
  • Sinais sonoros;
  • Sinais luminosos.

A sinalização de segurança por meio das placas deve seguir as dimensões padrões e ser de metal. Seu posicionamento deve ser realizado em locais que garantam a visibilidade delas e, caso esteja apontando algum risco temporário, deve ser retirada logo após a adversidade ser resolvida.

As placas que sinalizam locais perigosos ou obstáculos devem estar devidamente posicionada de forma que o funcionário consiga compreender o ambiente ou situação que o aguarda.

As placas de sinalização de segurança são classificadas em:

Sinais de obrigação

Essas placas possuem formato circular, fundo na cor azul e desenhos na cor branca. Seu objetivo principal é indicar ações que os trabalhadores necessitam o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI), a fim de evitar acidentes que possam acontecer ou minimizar as consequências que podem existir. O cumprimento da indicação da placa evita acidentes de trabalho, bem como danos morais e financeiros para o trabalhador acidentado ou para a empresa em questão.

Entre as indicações dessas placas, estão "Proteção obrigatória dos ouvidos", "Proteção obrigatória das mãos", "Proteção obrigatória dos olhos", por exemplo.

Sinalização de perigo

Essas placas alertam o trabalhador em lugares e situações variadas que exigem atenção, precaução e cautela. Também indicam locais perigosos. Geralmente são no formato retangular, com fundo branco e escritos na cor preta. A palavra "Perigo", que costuma estar presente em grande parte dessas placas, possui fundo de retângulo vermelho e é escrita na cor branca.

A

lguns exemplos das placas existentes são "Perigo - Alta Tensão", "Perigo - Área de risco de desmoronamento", "Perigo - Fio energizado - Não toque", "Perigo - Poço do elevador", "Perigo - Ao ouvir a sirene afaste-se de cargas suspensas", entre outros.

Sinalização de aviso

Este tipo de placa afasta possíveis acidentes de trabalho e consequências que eles podem fazer com que aconteça. Possuem formato triangular, fundo amarelo e desenhos na cor preta. Algumas das indicações dadas por essas placas referem-se a "Cargas suspensas", "Radiações não ionizantes", "Substâncias explosivas", "Riscos biológicos", "Queda com desnível", "Baixa temperatura", entre outras.

Sinalização de emergência

Estas placas indicam rotas de fuga, saídas de emergência e a localização onde equipamentos emergenciais estão posicionados, como extintores de incêndio, por exemplo. Essas placas são úteis para solucionar problemas, como indicar onde o extintor está localizado durante um incêndio, por exemplo, e também guiar os visitantes e trabalhadores caso exista necessidade de fuga.

Possuem formato quadrado ou retangular, fundo nas cores vermelho ou verde, e desenhos e letras em branco.

IMPORTÂNCIA DAS PLACAS DE SINALIZAÇÃO NAS EDIFICAÇÕES

As placas de sinalização possuem tamanha importância nos prédios (sejam eles comerciais, industriais ou residenciais) que sua obrigatoriedade está presente em um documento que certifica as condições de segurança contra situações de emergenciais como incêndios, por exemplo, emitido pelo Corpo de Bombeiros.

Trata-se do AVCB, sigla para Auto Vistoria do Corpo de Bombeiros, que é uma combinação de determinadas normas organizacionais, técnica e estruturais que são previstas por legislação.

O AVCB monitora os edifícios para que eles cumpram as normas e sejam certificados que estão devidamente seguros contra situações como incêndios ou outras situações de pânico. A necessidade deste documento, bem como sua renovação, é muito importante para que as pessoas que ali trabalham, moram ou visitam estejam seguras. Além disso, a certificação também protege os responsáveis pelo prédio, pois trata-se de um documento que é necessário para acionar o seguro, caso exista algum ocorrido inesperado. Caso não esteja em dia, a seguradora pode se negar a pagar a indenização ou reduzir o valor da mesma.

O AVCB fiscaliza, além da existência de placas de sinalização de emergência, extintores de incêndio, detectores de fumaça, hidrantes e iluminações emergenciais.

Prédios e estabelecimentos que não possuem o AVCB regularizado podem ser notificados com advertências e multas para que as medidas sejam regularizadas. Caso não exista regulamentação das normas, a edificação pode, até mesmo, ser interditada.

Para conseguir a emissão da certificação AVCB pelo Corpo de Bombeiros é necessário entregar determinados documentos com informações específicas. Após a entrega destes documentos o Corpo de Bombeiros realiza, ainda, vistorias para certificar-se de que as medidas estão todas devidamente corretas.


produtos e serviços relacionados

  • Placas de sinalização de emergência

    Placas de sinalização de emergência

    As placas de sinalização de emergência devem ser instaladas em qualquer edificação, sendo ela residencial, comercial ou industrial, que por norma necessitam de instalações de equip...

  • Placas de sinalização de rota de fuga

    Placas de sinalização de rota de fuga

    Placas de sinalizaçãoAplacas de sinalização de rota de fuga tem por objetivo reduzir o risco de ocorrência de incêndio, orientando sobre as ações que podem ser tomadas em ...

  • Placas de sinalização de segurança

    Placas de sinalização de segurança

    Uma adequada placa de sinalização de segurança é aquele que oferece variedade e atende de maneira correta as normas de segurança.Conheça a GG Kit Borrachas, empresa especial...

Regiões onde a Sinalização de Trânsito atende Placas de sinalização:

  • Selecione a região do Brasil

Regiões onde a Sinalização de Trânsito atende Placas de sinalização:

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe